Arquivos de Tag: Nip/Tuck

Acabou em 2010

O ano de 2010 foi o último de quatro séries que eu acompanhava quase que semanalmente (algumas vezes, cheio de frustração). Entre encerramentos bons, ruins e emergenciais, seguem as 4 falecidas:

Ugly Betty

Após inúmeras adaptações internacionais da telenovela colombiana Yo soy Betty, la fea, foi a vez da versão americana, co-produzida por Selma Hayek, tornar realidade. Produzida pelo canal ABC, Ugly Betty a princípio parecia mais uma adaptação para tv do filme O Diabo Veste Prada, do que um dramalhão hispânico com pitadas de humor. A primeira temporada foi sem dúvida a mais divertida e bem planejada nos 4 anos de existência da série. A partir da segunda temporada, a série foi da dramédia para o dramalhão cansativo e repetitivo, recuperando o fôlego tarde demais, somente na última metade da quarta temporada.

De 2006 a 2010, Ugly Betty contou com 85 episódios ao longo de quatro temporadas. Entre outros prêmios, faturou Emmy e Globo de Ouro em 2007 em categorias principais. No Brasil ainda é exibida pelo canal Sony e SBT.

Nip/Tuck

A série superficialmente profunda sobre a dupla de cirurgiões plásticos e os pacientes muitas vezes bizarros que nomeiam os episódios chegou ao fim após 100 episódios distribuidos em seis temporadas ao longo de sete anos. Mesmo entre altos e baixos, Nip/Tuck nunca perdia o gosto pela polêmica: drogas, variados comportamentos e identidades sexuais, psicoses, doenças raras eram temas constantes.

Produzida pelo canal FX e criada por Ryan Murphy (o mesmo criador de Glee), Nip/Tuck levou o Globo de Ouro de melhor série dramática em 2005 e também o Emmy de maquiagem em 2004. No Brasil recebeu o nome de Estética na programação do SBT e também foi ao ar pela FOX e FX.

Heroes

Pessoas comuns com super poderes deu certo na primeira temporada. A partir da segunda temporada, Heroes foi uma sucessão de erros e clichês imperdoáveis. Levou 78 episódios em 4 temporadas para o canal NBC dar fim nesse desastre.

Lost

Muitos mistérios, várias perguntas e poucas respostas foram fundamentais no sucesso de Lost ao longo dos 115 episódios em 6 temporadas. O elenco numeroso mergulhado em tramas de ação e suspense virou mania e rendeu vários prêmios (01 Globo de Ouro em 2006 e 10 Emmy em 2005, 2007, 2008, 2009 e 2010). Depois de tantas perguntas, claro que o final rendeu muita frustração na maioria do público, mas mesmo assim merece todos os elogios que recebe.

Contagem regressiva

Nas próximas semanas algumas das minhas séries favoritas voltam com novas temporadas lá fora:

21 de setembro:

heroes4thHeroes – 4ª Temporada: Acompanhar Heroes é ficar esperando por qualquer absurdo no roteiro e tolerar dezenas de novos personagens nem sempre necessários, mas até que é divertido. O desfecho da 3ª temporada, com a transformação de Sylar em Nathan, deu o sinal de que o plano da matriarca Petrelli não foi muito bem sucedido. Entre os novos personagens, foi escalada a excelente Madeline Zima (A Mia de Californication) para o papel de Gretchen, roomate de Claire.

25 de setembro:

UglyBetty4thUgly Betty – 4ª Temporada: A “dramédia” Ugly Betty recuperou um pouco do humor na última temporada (após um dramalhão sem fim na 2ª temporada). Betty foi promovida na Mode, mas pelo jeito terá um chefe pior do que Wilhelmina: seu ex-namorado. Veja aqui um trecho divertido da nova temporada.

27 de setembro:

dexter4thDexter – 4ª Temporada: O melhor e mais carismático serial killer agora é papai. Além de fator família ficar mais presente na nova temporada de Dexter, a escolha de John Lithgow para o papel do vilão Walter Simmons promete um show de interpretação. Lithgow também espera que com a participação em Dexter o público esqueça um pouco o extraterrestre panaca Dick Solomon, de 3rd Rock From the Sun.

Californication3rdCalifornication – 3ª Temporada: Arrisco dizer que Californication tem um dos elencos mais brilhantes da tevê. Os méritos da série não ficam apenas focados no Hank Moody de David Duchovny; Madeline Zima é um show à parte com a maluca Mia (e pensar que ela já foi a adorável Grace, em The Nanny) e Madeline Martin, como Rebecca Moody, faz a Juno de Ellen Page parecer uma criança boba. E nesta temporada mais um nome de peso entra nos créditos: Kathleen Turner.

14 de outubro:

Nip/Tuck – 6ª Temporada: a última temporada do festival de insanidades e cirurgias plásticas tá chegando. Mais uma vez Nip/Tuck terá uma temporada dividida em duas partes, sendo esticada até meados de 2011. Mas pelo menos alguns ótimos vídeos promocionais estão aparecendo pela web. Confira:

Famke Janssen nos últimos episódios de Nip/Tuck

Apesar das sempre longas férias, a série Nip/Tuck – produzida pelo FX e exibida no Brasil pela Fox – que volta ao ar na 6ª (e última) temporada somente em 2010 promete manter o clima sombrio que consagrou a trama.

O criador e roteirista de Nip/Tuck Ryan Murphy – também responsável por Popular, Pretty/Handsome (que não passou do fantástico episódio piloto) e a nova série de comédia musical Glee – deixou um interessante recado no fórum de fãs de Nip/Tuck:

Hoje acabei o último script de Nip/Tuck… o 100º episódio. O fim. Muito estranho.

Mas pensei em confirmar uma coisa aqui no fórum já que vocês têm sido ótimos e fiéis:

Ava Moore (Famke!) volta para os dois últimos episódios.

AvaMoorePara quem esqueceu (e é possível?), Famke Janssen (Jean Grey em X-Men) interpretou na 2ª temporada a transexual Ava Moore que além de namorar o ingênuo Matt (John Hensley), mantinha um relacionamento com o filho adotivo Adrian (Seth Gabel). Na última aparição, após Adrian ser esfaqueado acidentalmente durante uma discussão com Ava, a mesma foge para Paris e deixa o corpo do garoto apodrecendo na casa, sendo encontrado meses depois.

Quem deu a dica da postagem de Murphy foi o colunista do Entertainment Weekly Michael Ausiello.

Alanis Morissette no elenco de Weeds

alanis_morissette

Ela já foi Deus em Dogma. A moderninha Don, que lasca um selinho em Carrie (Sarah Jessica Parker), em Sex and The City. Em Nip/Tuck foi Poppy, a namorada maluca da anestesista Liz Cruz (Roma Maffia). Agora é a vez da cantora atacar em Weeds como a Drª. Audra Kitson, a obstreta responsável pela gravidez da adorável traficante Nancy Botwin (Mary-Louise Parker).

De acordo com Michael Ausiello do Entertainment Weekly, Alanis Morissette participará de 7 episódios da 5ª temporada da série do Showtime, podendo continuar na temporada seguinte.

A 5ª temporada de Weeds estréia no dia 08 de junho, lá nos EUA. O tecoapple mostra o novo teaser pra avisar!

Astros de Nip/Tuck querem aumento

Uma das séries que estão na minha listinha de favoritas, apesar de algumas decepções, é Nip/Tuck. Depois das 3 primeiras temporadas geniais, a série perdeu um pouco o rumo mas conseguiu recuperar o ânimo entre a 4ª e 5ª temporada. Quando a história estava ficando boa a série entrou numa interminável pausa: o último episódio (14º da 5ª temporada) foi exibido em fevereiro deste ano e volta ao ar só em janeiro de 2009.

Com mais 6 episódios da 5ª temporada inéditos e a 6ª e última temporada já confirmada, Nip/Tuck está prevista para ir ao ar até 2011 e é justamente esse o principal argumento dos dois principais atores da série no pedido de aumento. Julian McMahon (Dr. Christian Troy) e Dylan Walsh (Dr. Sean McNamara) atualmente recebem cerca de 125 mil dólares por episódio, mas querem que essa quantia seja dobrada para compensar o possível desinteresse de outras redes de tv enquanto seus personagens famosos ainda estiverem no ar.

Nas negociações pelo aumento de salário também estão as atrizes Roma Maffia (Drª Liz Cruz), Kelly Carlson (Kimber Henry) e Joely Richardson (Julia McNamara). Joely também está entre os mais bem pagos da série, recebendo por volta de 100 mil dólares por episódio.

(Via Reuters)